Técnicas de Manutenção

Todo o equipamento ou bem está sujeito a um processo de deterioração, especialmente se estiver em atividade ou funcionamento, para o qual foi concebido. Para que a produtividade de uma instalação, constituída por uma diversidade enorme de equipamentos ou bens, tenha resultados positivos, é necessário que todos eles sejam mantidos nas melhores condições de funcionamento. Assim, todo esse equipamento deverá sofrer, ao longo da sua vida útil de funcionamento, reparações, inspeções programadas, rotinas preventivas programadas e adequadas, substituição de peças, lubrificações, limpezas, pinturas, correções de defeitos resultantes quer da sua fabricação quer do trabalho que estiver a realizar. O conjunto de todas estas ações constitui aquilo a que se chama manutenção.

Objetivo da Manutenção

O objetivo principal é a obtenção de níveis produtivos elevados dos equipamentos. Devemos, contudo, ter em atenção os fatores associados ao objetivo e que poderão, de algum modo, criar situações divergentes. Assim, fatores como a qualidade, o custo da reparação e a disponibilidade devem ser fatores de análise importantes.

Analisemos cada um desses importantes parâmetros:

Qualidade

Todos os equipamentos ou bens devem proporcionar altos rendimentos, com a tendência para o “zero defeito”, nas melhores condições de higiene e proteção ambiental, resultante da operação que está executando. Também aqui, deverá haver por parte dos responsáveis das empresas uma ação importante na contratação da empresa de manutenção, para que a qualidade do serviço prestado seja alcançada. Assim, deverão ser considerados os seguintes fatores:

a) perfil da Empresa contratada;

b) treinamento adequado e específico;

c) acompanhamento do desempenho;

d) reciclagem programada.

Custo

Todas as ações de manutenção deverão conduzir à minimização do custo dos serviços.

Disponibilidade

De um modo geral, todos os equipamentos deverão estar disponíveis, bem como deverá ser reduzido ao mínimo o seu tempo de imobilização, devido à avaria ou parada forçada.

Como definir Manutenção?

Pode ser definida como o conjunto de ações que permitem manter ou controlar o estado original de funcionamento de um equipamento ou bem.

De outra forma, pode definir-se manutenção como o conjunto das ações destinadas a garantir o bom funcionamento dos equipamentos, através de intervenções oportunas e corretas, com o objetivo de que esses mesmos equipamentos não avariem ou baixem de rendimento e, no caso de tal suceder, que a sua reparação seja efetiva e a um custo global controlado.

De forma mais abrangente, poderemos dizer que manutenção de um equipamento ou bem é um conjunto de ações realizadas ao longo da vida útil desse equipamento ou bem, de forma a manter ou repor a sua operacionalidade nas melhores condições de qualidade, custo e disponibilidade, de uma forma segura.

 

Retrospectiva e evolução das expectativas da Manutenção

Pela evolução ao longo do tempo, a expectativa para a manutenção aponta para alguns conceitos a desenvolver, de forma a caminhar-se para a ausência de falhas dos equipamentos ou bens, com base em que:

  • a qualidade produz-se, não se controla;
  • não existem culpados, mas sim causas;

 

A importância da Manutenção

Aos seus problemas tradicionais veio juntarem-se agora as economias de energia, a conservação do meio ambiente, a renovação dos equipamentos e das instalações, a fiabilidade, a eficácia, a sua própria qualidade e Sente-se uma importância crescente da manutenção como um dos vetores fundamentais da economia das empresas.

IMPORTÂNCIA CRESCENTE DA MANUTENÇÃO

 

Princípio

Utilização e manutenção são os dois lados da mesma moeda, porque é inconcebível a utilização de um equipamento ou bem sem que ocorra desgaste.

O desgaste de um equipamento ou bem é um processo normal e inevitável. Cada equipamento ou bem tem o seu próprio grau de uso permissível no que respeita à totalidade das funções que executa que, sob condições específicas, está inerente àquele equipamento ou bem, quer devido ao seu fabrico quer devido à sua recuperação depois de uma manutenção corretiva.

O sistema de manutenção abrange um leque de ações visando identificar, preservar e expandir – técnica, econômica e ecologicamente e com garantia de segurança – qualquer equipamento ou bem.

 

Desenvolvimento contínuo e sustentado da Manutenção

 

Princípio

A manutenção é uma tecnologia chave para o tão chamado desenvolvimento sustentado. A idéia base é utilizar com mais eficazes recursos existentes – tais como matéria-prima, equipamento, energia – necessários para produzir bens e serviços, provocando assim uma redução do fluxo de materiais, um excedente de recursos naturais e uma redução de desperdício

Técnicas de Manutenção

As ações de manutenção podem ser divididas em:

  • ações de inspeção;
  • ações de manutenção preventiva;
  • ações de manutenção corretiva.

 

Ações de Inspeção

A meta da manutenção de inspeção tem grande importância na manutenção dos equipamentos, pois permite:

  • avaliar o estado atual do equipamento ou bem;
  • determinar as causas do seu desgaste;
  • especificar as ações de manutenção requeridas;
  • entender o próprio futuro do desgaste.

 

Redução Média de Paradas

O controle do estado dos equipamentos, através de leituras periódicas ou em contínuo, permitirá:

  • melhorar a segurança;
  • melhorar a disponibilidade das máquinas;
  • reduzir os custos dos ciclos de vida.

 

Inspeção

Objetivo:

Prevenção de avarias.

Metodologia:

Deverá haver uma atitude permanente para a prevenção, através da inspeção.

Necessitará de pessoal devidamente treinado, com experiência e conhecimento do produto e do processo.

Deverá ser feita uma análise dos dados estatísticos obtidos através da inspeção, bem como um acompanhamento das ações corretivas.

Lembre-se: A previsão e prevenção das falhas é o ponto mais importante numa empresa.

Deve-se substituir a prática de corrigir defeitos, após atos consumados.

De que forma?

Verificando / detectando:

  • as condições de bom funcionamento do equipamento;
  • o estado de limpeza do equipamento;
  • os apertos;
  • fugas de qualquer fluido;
  • temperaturas de funcionamento anormais;
  • ruídos anormais;
  • controle dos parâmetros de funcionamento.

 

A Importância da Manutenção Preventiva para Ar Condicionado

A falta de manutenção dos sistemas de climatização favorece a ocorrência de problemas de saúde, como sensações de cansaço, tonteira ou náuseas, tosse e pele ressecada, coceiras, dificuldade de concentração, enxaqueca e irritação nas mucosas, aumentando as taxas de absenteísmo e reduzindo a produtividade da população tanto nas empresas quanto em suas residências.

A manutenção preventiva adequada nos condicionadores de ar, além de reduzir o nível de poluentes em um ambiente climatizado, permite ainda aumentar a vida útil dos equipamentos e a redução do consumo de energia.

Pensando desta maneira, o custo benefício é extremamente atrativo: já pensou o que é ter o rendimento de um empregado diminuído ou até mesmo a falta dele no serviço devido a um problema aparentemente invisível, que é falta de manutenção em seu condicionador de ar, gerando poluentes nocivos à saúde? Mesmo no conforto do seu lar, você ou alguém de sua família pode estar sofrendo de rinite ou irritações constantes por falta de manutenção nos mesmos.

Portanto, é muito importante fazer a manutenção preventiva geral anualmente (no mínimo) e limpeza nos filtros mensalmente, além de algumas revisões, para você usufruir de todos os fatores positivos que seu equipamento pode proporcionar.

Para seu conforto, nossa empresa pode cuidar integralmente de seu equipamento de refrigeração através de contrato de manutenção preventiva ou preventiva / corretiva, facilitando sua vida no momento que você mais precisar, atendendo seu chamado de maneira rápida e objetiva caso haja pane / quebra de seu equipamento e deixando seu condicionador de ar extremamente limpo todos os meses para o bem-estar dos ocupantes que estão no ambiente climatizado.

 

Vantagens da Manutenção Preventiva

– Redução efetiva dos seus custos com energia elétrica;

– Proteção contra quedas de tensão;

– Melhor funcionamento do compressor, aumentando sua vida útil;

– Obtenção de ar puro, livre de bactérias responsáveis por doenças respiratórias;

– Efetiva limpeza de espirais, colméias, filtros evaporadores e condensadores;

– Proteção de armações metálicas, evitando corrosão;

– Passa-se a não ter o mesmo rendimento do sistema de ar condicionado.

– Equilíbrio do sistema de refrigeração, com prolongamento da vida útil do  equipamento;

– Redução de gastos com troca de peças, panes e quebras de aparelho.

COMPARTILHE:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *